Epistory – Typing Chronicles

Olá amiguinhos!

Hoje trago a resenha de um jogo lindinho pra vocês, um jogo que conquistou meu coração e de cara me apaixonei!

É o jogo Epistory – Typing Chronicles

Logo quando você inicia o jogo, você controla uma menininha montada em uma raposa. O que me chamou bastante atenção foi quando estava carregando o mapa que apareceu a menina e a raposa caminhando, e ambas são feitas em origami e eu já adorei.

eu adorei a menina e a raposa de origami *-*

O mapa são folhas de livros que se transformam no chão, as árvores, os bichos e todos os outros objetos também são feitos de origami.

Conforme vai avançando com a personagem a história dela vai sendo contada. No início ela não sabe quem ela é nem o que está fazendo naquele lugar, e ao longo do jogo vai descobrindo. Outra coisa linda que eu adorei é que a história é contada em versos (coisa que eu me apaixono fácil, o primeiro que joguei assim foi Child of Light e ainda é meu amorzinho).

Toda ação no jogo é feita com palavras. Desde remover uma barreira até matar o chefe ou um bichinho no mapa. O comando é bem simples, ao apertar Enter aparece as palavras para digitar ao alcance da personagem.

https://www.facebook.com/labirintodesonhos/videos/796114413889780/

Para matar os bichos que aparece tem uma sequência de palavras que vai aparecer para digitar, o bicho morre quando a última palavra for escrita. Se o bicho chegar na personagem, ela morre. Então tem que ser ágil na digitação pra não morrer hahaha. O jogo é simples, o que complica um pouco é nas palavras difíceis e com acento. Ai que a brincadeira fica doida!

No último chefe que eu matei, quase tive um negócio, tava vindo vários bichinhos, com palavras pequenas, tipo: réu, fala, bola e tals. Eu matei todos os bichos e chegou o chefe que era um bicho maior, além de andar mais rápido ele tinha uma palavra grande: desnaturalização! Na hora que eu li a palavra minha reação foi: ai meu Deus, aiaiai! Socorro! Antes do bicho me matar eu consegui digitar a palavra, mas parou ali do ladinho hahah até bateu um desesperozinho. Depois que o desespero passou eu respirei e comecei a rir. Foi loucura!

O jogo é bem simples, a jogabilidade é simples. Mas tem uma história cativante e o modo como o jogo vai sendo construído você vai se apaixonando.

O jogo na promoção da Steam Summer Sale está custando 28 reais.

                                                                                                                                                                                                                 Fonte
2
Vannellope
Ela é uma sacerdotisa que gosta de curar os amiguinhos e ver a hp subindo :3 Adora jogar de suporte, curar os amiguinhos é tão empolgante!! Começou a jogar World of Warcraft porque achou os pandarens muito fofos e queria ser uma. Mas acabou sendo humana. Mas Serrad sempre brinca com ela que deveria ser anã ou gnoma pois é bem pequena. Não tem muita paciência, não gosta de PvP e gosta de andar dando pulinhos :3

Comentários

  1. Fred disse:

    Muito interessado… mas postem o link, casal do mal!

Deixe uma resposta




Equipe


O mago Serrad que vive em uma serra no meio do cerrado. Explorar masmorras é seu hobbie, apesar de passar mais tempo procurando aparências para transmogrificação.

Vannellope é uma sacerdotisa pois "ajudar os amiguinhos é tão empolgante!" Não tem muita paciência, não gosta de PvP e adora andar dando pulinhos :3